LIGUE DE TODO BRASIL

11 3555 1000

Para Matrículas

11 95928 6336

Preservando as florestas

 

A prática do desmatamento é uma atividade ilegal que contribui para a degradação da natureza, além de ser um forte colaborador para o efeito estufa. Sendo assim, reduzir o desmatamento é importante para conter as mudanças climáticas da Terra.

A proposta brasileira de criar um fundo internacional, em que os países mais ricos ajudassem os mais pobres a financiar projetos de preservação das florestas, é muito interessante, desde que ambos não deixem de investir em fontes de energias mais limpas, transportes menos dependentes de combustíveis fósseis e no controle da emissão dos poluentes industriais.

Conter o desmatamento é mais barato, mas é necessária uma mudança da matriz energética do mundo, dos hábitos e dos costumes das sociedades contemporâneas.

Toda ação que tenha como objetivo diminuir a destruição das florestas é bem-vinda, pois contribuirá com a redução do efeito estufa e também com a preservação de inúmeros seres vivos, animais e vegetais. Além disso, os programas de extração sustentável das florestas poderão gerar muito capital e empregar muita gente.

Fundo Internacional
Caso o Fundo Internacional seja criado, segundo a proposta brasileira, somente os países que conseguirem conter suas taxas de desmatamento poderão sacar recursos. Para tanto, as nações deverão provar que conseguiram reduzir suas médias anuais de desmatamento. Logo, tal necessidade pode se tornar uma fonte de riquezas para o Brasil.

O Brasil é o único país que possui tecnologia de rastreamento por satélites para fazer medição das áreas verdes. São três sistemas de monitoramento desenvolvidos pelo INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). Esses sistemas, que se complementam, são o Prodes, que mede anualmente o tamanho do desmatamento da Amazônia; o Deter, que localiza novas clareiras para orientar a fiscalização a cada 15 dias e o Detex, que identifica o tipo de árvore cortada, mesmo em mata fechada, a cada 26 dias.

Se o Fundo for implantado, o Brasil poderá se tornar o grande fornecedor desse serviço para o mundo. Como a proposta de criação é do Brasil, fica a dúvida sobre as verdadeiras intenções do nosso governo: poupar a atmosfera dos gases de efeito estufa gerado pelo desmatamento; dividir com os países ricos os custos da preservação da Amazônia; comercializar e lucrar com as tecnologias de monitoramento das florestas.

Todas as intenções são positivas e convergem para o mesmo objetivo, melhorar as condições de vida no nosso planeta.

29 de maio de 2017

0 responses on "Preservando as florestas"

Leave a Message



Quem Somos

Instituto Monitor O Instituto Monitor é a escola pioneira no Brasil a desenvolver a educação a distância como modalidade de estudo. Tudo começou quando o imigrante húngaro Nicolás Goldberger aportando no Brasil, trouxe seu conhecimento técnico em eletrônica e resolveu instalar um pequeno negócio na região central de São Paulo em outubro de 1939.

Reconhecimentos

exemplo1

 Entidade filiada a:

exemplo1
top

© 2016- Todos os Direitos Reservados | Instituto Monitor | Central de Atendimento:(11) 3555-1000 | BY DELTASYSTEMS

Instituto Monitor Ltda CNPJ:60.943.974/0001-30 Av. Rangel Pestana, 1105 - São Paulo - SP | Monitor Editorial Ltda CNPJ:02.011.984/0001-31 Av. Rangel Pestana, 1105 - 6º andar - São Paulo - SP

POLÍTICA DE TROCA OU RESCISÃO DE CONTRATO