LIGUE DE TODO BRASIL

11 3555 1000

Dicas de Português: Porque temos tantos porquês?

 

É junto? É separado? Com ou sem acento? São as perguntas mais frequentes quando se trata dos porquês, mas chega de ter dúvidas em relação a isso! As dicas de hoje são infalíveis e bem fáceis de lembrar, veja só:


 

Porque…

Porque será usado quando você explicar ou responder algo. Pode ser substituído por: “pois”, “para que” e “uma vez que”.

Por exemplo:

Não gosto mais do João porque ele me traiu.
Não gosto mais do João uma vez que ele me traiu.

Faço isto porque gosto de você.
Faço isto pois gosto de você.

 

 

Por que…?

Por que não tem segredo, é só decorar que quando for perguntar você vai separar e não acentuar! Pode ser substituído por “por qual motivo”, “por qual razão” e “pelo qual”.

Por exemplo:

Por que você não gosta de mim?

Por qual motivo você não gosta de mim?

Por que você sempre faz isso comigo?
Por qual razão você sempre faz isso comigo?

 

…Por quê?

Por quê escrito dessa forma é usado para pergunta no final da frase.

Por exemplo:

Ela não parece bem, você sabe o por quê?

Você parece triste, por quê?

 

Porquê

Neste caso o “porquê’’ sempre virá acompanhando de um artigo, pronome, adjetivo ou numeral, sempre será substituível por “motivo”.

Por exemplo:

Eu gostaria de saber o porquê de você ter mudado de opinião.
Eu gostaria de saber o motivo de você ter mudado de opinião.

Existe algum porquê que justifique esse seu comportamento?
Existe algum motivo que justifique esse seu comportamento?

Resumimo em tabela para vocês:

Pqs

 

Espero que tenham decorado! Todas as quartas-feiras estaremos com uma dica nova para vocês. Se você tiver dúvidas em alguma palavra deixe nos comentários e caso queira retomar os estudos CLIQUE AQUI para saber mais informações.

Nos vemos na próxima (:

 

Por Sayuri Kinjo.

23 de maio de 2018

0 responses on "Dicas de Português: Porque temos tantos porquês?"

Leave a Message



Quem Somos

Instituto Monitor O Instituto Monitor é a escola pioneira no Brasil a desenvolver a educação a distância como modalidade de estudo. Tudo começou quando o imigrante húngaro Nicolás Goldberger aportando no Brasil, trouxe seu conhecimento técnico em eletrônica e resolveu instalar um pequeno negócio na região central de São Paulo em outubro de 1939.

Reconhecimentos

exemplo1

 Entidade filiada a:

exemplo1
top

© 2016- Todos os Direitos Reservados | Instituto Monitor | Central de Atendimento:(11) 3555-1000 | BY DELTASYSTEMS

Instituto Monitor Ltda CNPJ:60.943.974/0001-30 Av. Rangel Pestana, 1105 - São Paulo - SP | Monitor Editorial Ltda CNPJ:02.011.984/0001-31 Av. Rangel Pestana, 1105 - 6º andar - São Paulo - SP

POLÍTICA DE TROCA OU RESCISÃO DE CONTRATO